Na véspera de natal, Juíza é morta a facadas por ex-marido na frente das filhas

Na manhã dessa sexta-feira (25), uma triste notícia circulou nas redes sociais. A juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi, de 45 anos, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro foi morta pelo ex-marido, Paulo José Arronenzi, 52, nesta véspera de natal, na barra da Tijuca, Zona oeste do Rio de Janeiro.

As filhas da juíza presenciaram toda a cena. Em um vídeo que circula nas redes sociais é possível ouvir os gritos das meninas implorando para que o homem parasse de esfaqueá-la.

Segundo a polícia Civil, o homem já havia sido enquadrado na lei Maria da Penha após a juíza denuncia-lo de agressão em setembro deste ano. Assim, a justiça liberou uma escolta para a proteção da juíza, contando com dois carros para sua segurança. Porém, com o passar do tempo, a juíza dispensou a medida protetiva e ficou sem escolta.

O homem foi preso em flagrante e vai responder judicialmente por homicídio.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: