Mulher mata amiga grávida com tijoladas para roubar bebê da barriga da vítima

Na última sexta-feira (28), uma mulher foi presa apontada como autora do assassinato de Flavia Godinho Mafra, de 24 anos, que estava grávida.

Segundo suspeitas da Polícia, a mulher, que era amiga da vítima, teria planejado o crime desde junho e usou um tijolo para matar Flavia.

Além disso, ela teria tirado o bebe de dentro da barriga da vítima. De acordo com o site NSC Total, a suspeita teria perdido o filho no início do ano e em depoimento disse que planejou o caso para ficar com a criança de Flávia, que estava grávida.

De acordo com o delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva, responsável pelo caso, a mulher admitiu ter contado à vítima que haveria um chá de bebê como forma de atraí-la. Flávia Godinho Mafra estava desaparecida desde a tarde desta quinta-feira, 27. Ela tinha saído de carona para um chá de bebê surpresa.

A vítima estava grávida de 38 semanas e era diabética, informou a Prefeitura de Canelinha. Ela é pedagoga e já trabalhou como professora temporária. Neste ano, ela estava trabalhando em uma loja. Por estar no grupo de risco do coronavírus, estava afastada do trabalho presencial.

Na quinta-feira (27), ela saiu de casa a pé para ir em a chá de bebê surpresa, segundo Jeisiane Benevenute, amiga da vítima desde a infância e escolhida para ser madrinha da bebê junto com outro casal.

Sem ter notícias da amiga até a noite de quinta, Jeisiane e a família fizeram postagens em redes sociais informando o desaparecimento. Pela manhã, amigos e familiares souberam que o corpo foi encontrado.

Categoria(s): Nacional.

Comente: