Mulher é encontrada sem vida em cachoeira de centro usado por João de Deus

Nesta terça-feira (17), um caso complicado ganhou novas informações. O corpo encontrado numa cachoeira de um dos centros usados por João de Deus foi identificado. Mas afinal, o que aconteceu?

As autoridades encontraram corpo de uma japonesa na cachoeira da Casa Dom Inácio de Loyola, centro utilizado por João de Deus antes da prisão. Além disso, pessoas relataram terem sido abusadas nesse mesmo centro. Contudo, a história dessa mulher se afasta um pouco dos casos envolvendo o suposto médium. De acordo com as autoridades, Hitomi Akamatsu, de 43 anos, estava desparecida desde o dia 10 deste mês. Ela fazia um tratamento nesse centro pouco antes de sumir. Então, uma grande operação de busca foi iniciada na região.

Com o auxílio de cães farejadores, os policiais encontraram a moça já sem vida. Ela estava sob rochas e terra, evidenciando que alguém havia tentando escondê-la. A partir de evidências e relatos, as autoridades já traçaram uma linha investigativa. O principal suspeito seria um rapaz de 18 anos que teria tentando roubar a mulher antes de matá-la. Além disso, o corpo apresentava marcas com causa ainda não identificada.

Da Redação do Acontece na Bahia.

 

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque.

Comente: