Search
Close this search box.

Mulher de 19 anos morre após encontro íntimo com jogador do sub-20 do Corinthians em SP

Um caso intrigante está sendo investigado pela Polícia Civil e envolve a morte de uma jovem de 19 anos após um encontro íntimo com o jogador do Corinthians Sub-20, Dimas Cândido de Oliveira Filho, na noite desta terça-feira (30), no bairro do Tatuapé, Zona Leste de São Paulo.

Após o incidente, o Sport Club Corinthians Paulista emitiu um comunicado informando estar “ciente dos acontecimentos envolvendo um de seus atletas da base, aguardando a apuração dos fatos e disponível para colaborar com as autoridades”.

Também se pronunciou sobre o caso a advogada do jogador, Fabiana Moura, que disse à TV Globo que seu cliente é inocente e aguarda os resultados das perícias.

Segundo a polícia, Livia Gabriele da Silva Matos estava no apartamento de Dimas quando foi levada ao pronto-socorro do Tatuapé pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), acionado pelo jogador. A jovem apresentava intenso sangramento nas partes íntimas e sofreu quatro paradas cardiorrespiratórias, conforme relatado pelo tenente da Polícia Militar Lucas Sarri.

“Fomos acionados no turno noturno para verificar uma chamada no PS Tatuapé, tratando-se de uma jovem de 19 anos que teve quatro paradas respiratórias seguidas, uma no local, uma na viatura do SAMU e duas no PS Tatuapé, evoluindo para óbito”, disse o policial.

“Ela apresentava forte sangramento na região íntima. Levantamos no local do PS que momentos antes ela estava no apartamento com o namorado ou ficante. Estavam juntos por um tempo e as circunstâncias desse fato ainda estão sob investigação”, acrescentou.

O jogador afirmou, em depoimento à polícia, que conversava com a jovem há alguns meses pelas redes sociais, e que esse foi o primeiro encontro pessoal. Disse ainda que durante a relação sexual, a jovem desmaiou, momento em que ele chamou o SAMU para prestar o devido socorro. O atleta também negou o consumo de álcool e drogas, afirmando que estavam apenas os dois no apartamento, e mencionou que a jovem levou consigo dois cigarros eletrônicos contendo óleo.

Segundo o depoimento, após a primeira relação sexual, ambos conversaram, e durante a segunda, o jogador percebeu que a jovem não respondia, constatando então que ela havia desmaiado e chamou imediatamente o SAMU.

O corpo da jovem passará por necropsia e o apartamento do jogador será periciado. No local, foram encontradas toalhas e lençóis manchados de sangue. O caso foi registrado como morte suspeita no 30º Distrito Policial e está sendo investigado.

Fonte: G1

Foto: Reprodução/TV Globo