Mudando discurso, Bolsonaro gera polêmica ao dizer: “Se acharem que devo vacinar, vacino, não tem problema”

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (3). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse a jornalistas no retorno ao Palácio do Planalto neste sábado que pode ir a um posto de saúde receber a vacina, mas prefere dar prioridade àquelas pessoas que ainda não foram infectadas pelo coronavírus. As pessoas já infectadas pelo vírus devem seguir a recomendação do ministério da Saúde de se vacinarem contra a covid 19. 

“Já estou imunizado com o vírus. Se acharem que devo vacinar, vacino, não tem problema nenhum. Mas acho que esta vacina minha tem que ser dada para alguém que ainda não contraiu o vírus e corre um risco muito, mas muito maior que o meu”, afirmou Bolsonaro. 

“Da minha parte, não tem problema nenhum buscar um posto de saúde, já que entrou aí a minha faixa etária em se vacinar”, comentou. O Distrito Federal começou a vacinação de pessoas na faixa etária de 66 anos e, portanto, abre a possibilidade de Bolsonaro ser imunizado. 

Em live semanal transmitida nessa quinta-feira (1º), Bolsonaro afirmou que queria ser o último brasileiro a receber a vacina. “Depois que o último brasileiro for vacinado, se estiver sobrando uma vacina, daí eu vou decidir se vacino ou não”, concluiu o presidente. 

 

Da redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: