Motorista de aplicativo expulsa grávida do carro e ela perde o bebê: “Para não manchar o banco”

Um dos momentos em que a mulher mais precisa de ajuda é, sem dúvidas,  durante a gestação. Entretanto, com a jovem Daiany aconteceu justamente o contrário. Grávida e precisando de assistência médica, ela estava no carro de um motorista de aplicativo quando acabou sendo expulsa por uma razão totalmente fútil: não manchar o banco.

Aos 31 anos, a jovem Daiany Franco já estava na décima terceira semana de gestação quando apresentou um sangramento. Para chegar ao hospital mais rápido, ela solicitou um motorista de aplicativo junto com a sua mãe. No caminho, ela explicou a situação ao motorista, que não gostou nada do que ouviu. Segundo elas, ele ficou muito preocupado com o banco do carro portanto, “se sujasse, teria que pagar.”

Em certo momento do trajeto, o condutor simplesmente desistiu da corrida e expulsou as duas do carro para que o banco não manchasse. Ele parou num posto de combustíveis e deixou Daiany, que estava sentido muita dor, e a mãe. Desesperadas, as duas procuraram por um resgate.

Alguns minutos depois, uma viatura da Polícia Militar chega ao local e leva as duas para o hospital. Contudo, era tarde demais e Daiany acabou perdendo o bebê. A jovem acredita que o que falta de assistência e a situação extremamente estressante gerada pelo motorista foram fatores determinantes para a perda da criança. A plataforma em que o motorista participava afirma que agora ele está inapto e não poderá realizar mais corridas. Além disso, também está prestando assistência à família. O episódio aconteceu em São Paulo.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: