Moradores de Barra do Mendes relatam ‘ousadia’ do baiano Lázaro Barbosa: “podiam vir dez pessoas, ele enfrentava todas”

O caso do baiano Lázaro Barbosa continua se desdobrando nesta sexta-feira (18).

As informações são do portal Aratu On: Os moradores do povoado de Melancia, na zona rural de Barra do Mendes, município a cerca de 530 Km de Salvador, contaram ao repórter Chico Lopes, da TV Aratu, como era a vida de Lázaro Barbosa, de 32 anos, suspeito de mortes em série na Bahia, Goiás e Distrito Federal.

Lázaro nasceu e foi criado na zona rural de Barra do Mendes. No bate-papo com o repórter Chico Lopes, que foi até o bucólico povoado no interior da Bahia, os moradores falaram um pouco sobre a personalidade do ‘Serial Killer’, que se tornou o homem mais procurado do Brasil atualmente.

Ele é procurado por mais de 200 agentes das polícias Militar, Civil e Federal. “Medo é uma coisa que ele desconhece. Ele era sempre na dele, mas se alguém fosse ignorante e arrogante, ele ia pra cima. Podia vir dez pessoas e ele enfrentava os dez”, comentou um morador que era amigo de Lázaro, mas preferiu não se identificar.

O antigo amigo informou que Lázaro tinha o costume de ficar no mato da região e aprendeu a caçar com o padrasto. “Lázaro conhece essas serras e matagais melhor do que a casa dele”.

Os primeiros crimes de Lázaro teriam sido cometidos há 13 anos, no distrito de Melancia. O Ministério Público da Bahia (MP-BA) disse que um dos crimes foi denunciado ao órgão em 2008 e uma ação penal já transita na Justiça.

A filha de uma das vítimas revelou ao repórter Chico Lopes estar insegura e com medo “só em pensar” num possível retorno do acusado ao município. “Ficamos com os nervos abalados. E se ele voltar? A população inteira tem medo“.

Lázaro chegou a ser preso por um duplo homicídio cometido, mas fugiu de pelo menos três presídios e, desde então, espalha terror por onde passa. Desde a última semana, ele realiza uma série de ataques em casas e chácaras no Distrito Federal e região adjacentes. O ‘Serial Killer’ já matou quatro pessoas de uma mesma família.

Com textos e informações do portal Aratu On

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: