Morador de rua pego com mulher casada é convidado para ser deputado

Desde que concedeu uma entrevista para contar a sua versão dos fatos, o morador de rua Givaldo Alves, de 48 anos ganhou diversos convites e notoriedade. Ele foi espancado por um personal trainer depois de ser pego tendo relações sexuais com a mulher casada.

Ao menos quatro partidos políticos tentaram contato com o sem-teto para lança-lo como deputado no final do ano. Segundo as legendas, a ideia seria colocá-lo para disputar pela Câmara dos Deputados ou na Câmara Legislativa (CLDF).

A entrevista ganhou grandes proporções. Givaldo deu a sua versão e contou com detalhes os momentos que teve com a mulher. Ele também usou a entrevista para afirmar não ter estuprado ou forçado a mulher a ter relações; e que foi ela mesma quem o convidou a “namorar”. O marido da mulher, o personal trainer Eduardo Alves afirma que a relação foi um estupro e que a mulher estava em surto e delírios no momento.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: