Morador de Araçatuba acaba acionando um dos explosivos deixados por bandidos e perde os dois pés

O assalto ao banco que aconteceu na madrugada desta segunda-feira (30) em Araçatuba continuou a deixar feridos. Isso porque eles deixaram explosivos espalhados pela cidade.

Ao menos 14 pontos da cidade os bandidos deixaram explosivos espalhados. Esses artefatos, por sua vez, possuem alguns sensores e são ativados com a aproximação de pessoas. Um morador de 25 anos, montado em uma bicicleta, acabou acionando um desses explosivos e precisou ter os dois pés amputados.

Equipes especializadas estão investigando como funciona esses artefatos. “A gente está em contato com o Gate, policiais altamente especializados para saber como funciona. Mas a informação inicial seria com sensores. A gente não sabe se é sensor de movimento, por aproximação. A gente está aguardando as informações exatas do Gate que está lidando com esses 14 pontos onde foram deixados os artefatos para dificultar o trabalho da Polícia Militar”, afirmou.

O assalto

Bandidos fortemente armados atacaram as agencias de Araçatuba, no interior de São Paulo e fizeram várias pessoas de refém.

Após o assalto as agencias, os criminosos abordaram motoristas e pedestre, os fazendo de refém. Alguns desses reféns foram usados até mesmo como escudo humano, sendo colocados em cima dos barros dos bandidos para impedir que os policiais atirassem.

Além disso, eles cercaram bases da Policia Militar e viaturas. Drones foram usados para monitorar os agentes e entradas da cidade foram fechadas para que outras equipes não chegassem ao local.

Os moradores, após o crime, encontraram explosivos e munições pelas ruas da cidade. Por conta disso, os policiais pediram para que ninguém saia de casa até que tudo seja controlado, visto que os explosivos podem ser acionados por calor ou movimento.

Duas pessoas morreram na ação, mas ainda não se tem informações se são bandidos ou pessoas feitas de refém.

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: