“Monique precisa ter voz”, diz advogado da mãe de Henry Borel ao pedir novo depoimento

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (15). A defesa de Monique Medeiros da Costa e Silva, mãe do menino Henry Borel, composta pelos advogados Thiago Minagé, Hugo Novais e Thaise Mattar Assad, compareceu nessa quarta-feira (14) na 16ª DP(Barra da Tijuca), para solicitar o acesso ao inquérito que investiga a morte de Henry Borel de 4 anos. Thiago Minagé solicitou ao delegado Henrique Damasceno, titular da 16ª DP, que Monique Medeiros seja ouvida em novo depoimento.

A senhora Monique precisa ter voz. E de forma isenta. A partir de agora, Monique vai começar a falar por ela. Até o momento, falaram por ela” , disse o advogado que também é o responsável pela defesa do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Entretanto não foi divulgada uma data para o novo interrogatório.

A situação é tão trágica que, por incrível que pareça, a prisão da Monique representa a libertação contra a opressão e o medo. Foi a melhor coisa que aconteceu”, disse a advogada Thaise.

Monique Medeiros prestou depoimento à Polícia Civil pela primeira vez e falou por quase 12 horas. Na ocasião disse que Henry Borel havia sofrido um acidente ao cair da cama.

Leila Rosângela de Souza Mattos, empregada do casal Monique e Jairinho, foi até a 16ª DP (Barra da Tijuca), por volta das 14h10 dessa quarta-feira (14) para novo depoimento por ter sido desmentida pela babá do menino Henry, Thayná de Oliveira. Ao chegar para o depoimento Leila Rosângela cobriu o rosto.

Henry Borel morreu no dia 8 de março ao dar entrada em um hospital da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. O vereador Dr. Jairinho e a mãe de Henry Borel, Monique Medeiros, são investigados pela morte do menino.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: