Monique Medeiros muda versão dada em depoimento sobre a morte de Henry e afirma que Jairinho é violento

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (26). A mãe do menino Henry Borel, Monique Medeiros, escreveu uma carta de 29 páginas mudando a sua versão sobre o caso Henry Borel dada em depoimento. No documento, a mãe de Henry Borel, ao contrário do que tinha falado anteriormente, acusa o vereador jairinho. Monique Medeiros havia defendido publicamente o vereador Dr. Jairinho e também durante inquérito. A versão atual dada pela mãe de Henry é de que Jairinho é dominador e violento.

De madrugada, ele me acordou dizendo para eu ir até o quarto, que ele pegou o Henry no chão, o colocou na cama e que meu filho estava respirando mal”, escreveu.

Ainda de acordo com Monique Medeiros, Jairinho é um homem possessivo e descontrolado. Falou também sobre a convivência com ciúmes e violência em seu dia a dia na companhia de Jairinho. “Eu tentava a todo custo me afastar e me desvincular dele, mas fui diversas vezes ameaçada e minha família também”, diz em outro trecho. Mas não é só isso…

A mãe de Henry Borel prestou o primeiro depoimento à polícia 10 dias após a morte do menino Henry. Ficou por 12 horas dando a sua versão sobre os fatos. Na ocasião Monique tirou selfie e saiu de mãos dadas com o parlamentar.Afirmou, no depoimento “não acreditar que Jairinho tenha feito qualquer coisa contra seu filho e que a relação entre eles era boa e ele sempre tentava cativar o amor de Henry”.

Atualmente Monique alterou a sua versão dos fatos e contou o seu rompimento com o parlamentar.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: