Monique Medeiros, mãe do menino Henry, deixa a prisão no Rio de Janeiro após decisão judicial

Na noite desta terça-feira (5), Monique Medeiros deixou a prisão. Ela é mãe do menino Henry Borel e ex-mulher do vereador Jairinho, acusado de ter agredido Henry, o que levou o garoto à morte. Mas afinal, por que ela deixou a prisão?

Uma decisão judicial da 2ª Vara Criminal permitiu que Monique fique em prisão domiciliar, mas com a proibição de conversar com qualquer pessoa, exceto parentes e advogados. Além disso, ela será monitorada eletronicamente. Um dos motivos que levaram a juíza a ter essa decisão seria o fato de Monique ser ameaçada com certa frequência dentro da cadeia. Na decisão, a magistrada afirmou:

“[…]Fica, ainda, vedada à ré Monique, enquanto perdurar a monitoração, qualquer comunicação com terceiros – com exceção apenas de familiares e integrantes de sua defesa -, notadamente testemunhas neste processo, seja pessoal, por telefone ou por qualquer recurso de telemática, assim também postagens em redes sociais, quaisquer que sejam elas, sob pena de restabelecimento da ordem prisional”

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: