Mistério: Laudo médico descarta afogamento na morte de bebê encontrado na piscina de casa

Nesta quarta-feira (21), uma nova informação foi divulgada sobre a bebê que foi encontrada morta na piscina de casa. Trata-se da confirmação de que não havia água no corpo da criança, ou seja, ela não se afogou.

Heloisa, uma bebê de 1 ano e 2 meses, estava na casa da mãe Carol, de 16 anos e da avó materna, em Juquitiba, no interior de São Paulo, quando sofreu o suposto acidente em uma piscina. Contudo, no laudo Médico do IML consta que a causa da morte foi um traumatismo raquimedular, ou seja, houve uma lesão na medula da bebê.

Assim, a possibilidade de afogamento foi descartada devido à falta de água no corpo. O advogado da mãe e avó de Heloísa, André Devitte, justificou a falta de água do corpo explicando que devido ao impacto contra a água, o que causaria o trauma, fez a bebê prender a respiração. O advogado disse também que a possibilidade de homicídio já havia sido descartada, relatando que o único fato ocorrido foi negligência por parte da mãe.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: