Ministro Paulo Guedes dá a receita para tirar o Brasil da crise: “Auxílio e vacinação”

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta segunda-feira (8). Um anúncio feito pelo ministro da economia na manhã desta segunda-feira, trouxe à tona o momento pelo qual o Brasil passa e o que pode ser feito no intuito de ajudar na recuperação econômica do país. Na ocasião, o ministro destacou a importância de uma vacinação em massa e a segurança trazida pelo auxílio emergencial que entrará em vigor.  

“Sabemos como se enfrenta uma crise: vacinação em massa e auxílio emergencial. Estamos aprovando essa Proposta de Emenda Constitucional (PEC) fiscal”, afirmou em referência à PEC Emergencial. 

Houve uma reunião na manhã desta segunda onde estavam presentes o presidente Bolsonaro, o ministro Paulo Guedes e representantes da Pfizer quando teve o anúncio da aquisição de cinco milhões de vacinas ainda no primeiro semestre de 2021.Com este novo lote, o total de imunizantes adquiridos chega   à 14 milhões. 

    “A vacinação em massa é agora a primeira prioridade do governo”, ressaltou o ministro em entrevista após a reunião. O ministro ainda informou que se futuramente for preciso mais recursos para disponibilizar o auxílio emergencial o governo tem todos os trâmites necessários para que seja feito: “Se nós quisermos reduzir pobreza e miséria no Brasil, você tem que dar o dinheiro direto para os menos favorecidos, para os mais pobres, que foi o que a gente fez”, afirmou em entrevista no Planalto. 

Pouco tempo depois do Brasil registrar a maior queda do Produto Interno Bruto desde 1996, com um tombo de 4,1%, o ministro afirmou que “O Brasil voltou em V e a nossa economia foi uma das que menos caíram no mundo”. Falou de economias que ficaram abaixo do desempenho apresentado pelo Brasil em 2020 como, Inglaterra, França, Alemanha e Japão. 

“Economicamente, melhor que o Brasil foram Estados Unidos, Chile e Coreia do Sul. O Brasil vai de novo dar uma resposta à altura da crise”, lembrou Guedes. 

Da redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica, Social.

Comente: