Ministro da Justiça afirma que sistema político ‘gera corrupção’

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, defendeu nesta terça-feira (12) mudanças no atual sistema político, que, de acordo com ele, “gera corrupção”. O discurso foi feito em cerimônia de posse da nova diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “Com absoluta sinceridade, digo que é imprescindível uma reforma política no Brasil. Temos um sistema arcaico, que gera corrupção, traz problema de governabilidade, e exige coragem de mudar”, afirmou o ministro para uma plateia formada por advogados. Além de Cardozo, participaram também do evento o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams. O ministro da Justiça defendeu ainda a função do advogado e disse que os profissionais precisam impedir a transformação de julgamentos em “arenas romanas”. “Ser advogado é ter coragem de enfrentar o senso comum quando este quer transformar o julgamento em arenas romanas. É exigir o devido processo legal, exigir condenação com provas. Ser advogado é não ser subserviente e não pensar antes em seus interesses econômicos nem corporativos”, opinou. Informações do G1.

Categoria(s): Nacional.

Comente: