Ministro da Economia anuncia diminuição no salário mínimo de 2021 e explica situação: “Vai condenar as pessoas”

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, trouxe novas informações sobre a situação do país para o próximo ano. Nesta terça-feira, dia 1, o líder da pasta explicou o reajuste realizado no salário mínimo de 2021 e porque ele foi necessário.

“Se der um aumento no salário mínimo, no mínimo milhares e talvez milhões de pessoas vão ser demitidas. Você está no meio de uma crise de emprego terrível. Todo mundo desempregado. Se você dá um aumento de salário, vai condenar as pessoas ao desemprego.”

Atualmente, o valor do salário mínimo está em R$1.045 e passará a ser de R$1.067. Antes da crise, a projeção era de aumentar para R$1.079 em 2021. Diante do desemprego de 2 dígitos, o objetivo é manter quem já está empregado no cargo. Então, segundo Guedes, “quando se mexe no salário mínimo, tem de empurrar toda a estrutura para cima.” Portanto, um aumento mais expressivo no salário mínimo poderia ter o efeito contrário, resultando novas demissões. Além disso, por conta da crise atual, é esperado que o número de pessoas beneficiadas por programas sociais cresça consideravelmente nos próximos meses.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: