Search
Close this search box.

Ministério enviará técnicos para avaliarem assoreamento no porto de Ilhéus, garante Costa Filho a Jorge Solla

O ministro dos Portos e Aeroportos, Sílvio Costa Filho, garantiu ao deputado federal Jorge Solla (PT-BA) o envio de técnicos para estudos de combate ao assoreamento no porto de Ilhéus, sul da Bahia, devido à perda de profundidade do calado onde os navios atracam.

Nesta terça-feira (24), Solla levou uma comitiva para também apresentar outras demandas urgentes para a população local, como o uso pleno do aeroporto com voos comerciais para outros estados, além da necessidade de conter o avanço da maré na orla norte de Ilhéus.

Nomeada Comissão em Defesa do Porto de Ilhéus, a comitiva informou ao ministro que já foi identificada a perda de quase um metro de calado por causa do assoreamento e apresentou imagens que ilustram a formação de bancos de areia que dificultam as manobras dos navios.

“Como sempre, o ministro nos recebeu muito bem. Saímos da reunião mais esperançosos com a previsão de soluções que atendem não apenas a população de Ilhéus, mas que podem alavancar diversos setores da economia local e gerar empregos e receitas”, prevê Solla.

Formavam a comitiva o vereador Augustão (PT-BA), o assessor parlamentar Adilson José, o diretor do Sindicato dos Conferentes de Ilhéus, Luisaldo Barreto, o representante do Sindicato de Movimentação de Mercadorias em Geral, Emerson Brandão, e o diretor da Associação Comercial e Industrial de Ilhéus, Nilton Cruz.

Em relação à reativação dos voos comerciais no aeroporto local, Costa Filho assegurou ao parlamentar que a pasta comandada por ele iniciará tratativas com o Governo da Bahia para avaliar a questão no âmbito do plano de aviação regional.

Sobre as medidas para conter o avanço da maré – que já destruiu ruas, casas, estabelecimentos comerciais e erodiu parte da rodovia BA-001 – na orla norte de Ilhéus, o ministro afirmou que encaminhará a demanda para a competência do Ministério de Desenvolvimento Regional.

Ao final do encontro, o ministro ainda foi presenteado pela comitiva com barras de chocolate produzidas por marcas de Ilhéus, município que ficou conhecido em nível mundial pela cultura do cacau, fruta cujas amêndoas são o principal ingrediente na composição dos doces.