Search
Close this search box.

Mingau, baixista do Ultraje a Rigor, recebe alta após 4 meses de internação em hospital

Rinaldo Oliveira Amaral, conhecido como “Mingau” e baixista da banda Ultraje a Rigor, foi liberado do Hospital São Luiz – Unidade Itaim, em São Paulo, após um período de quatro meses de internação. O músico, que havia sido alvejado na cabeça durante um incidente em Paraty (RJ), agora enfrentará um processo de reabilitação motora e funcional.

Durante sua recuperação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Mingau passou por três procedimentos cirúrgicos, sendo assistido por uma equipe multiprofissional. O último boletim médico informou que ele deixou a UTI sem sedação, respirando por conta própria e com melhorias notáveis em seu quadro neurológico.

Após tratamento para um quadro infeccioso recente, a equipe médica considerou seguro conceder alta ao paciente. A família escolheu uma clínica para dar continuidade ao tratamento de Mingau, agradecendo a todos pelo apoio e carinho recebidos. O comunicado ressalta que o músico agora embarca em uma nova fase de reabilitação, e promete manter amigos e fãs informados sobre seu progresso.

No mês de dezembro, momentos emocionantes foram registrados, incluindo pequenos movimentos com as mãos, expressões e tentativas de levantar do leito, celebrados pela família. A filha do baixista, Isabella Aglio, compartilhou vídeos de seu pai dando beijos nela, momentos que emocionaram a todos.

Amigos próximos realizaram uma corrente solidária, criando uma “vaquinha” com a hashtag #juntospelomingau para ajudar nas despesas com a recuperação do músico. Mingau passou por cirurgias emergenciais e a próxima etapa envolverá a fixação de uma prótese na área do crânio atingida.

O incidente ocorreu em setembro de 2023, quando Mingau estava com um amigo em um carro próximo à Praça do Ovo, sendo alvo de disparos por criminosos armados. O músico, que possui uma pousada na região, foi atingido na cabeça, e a polícia prendeu quatro dos cinco suspeitos de envolvimento na tentativa de homicídio.

A área onde ocorreu o ataque é conhecida por ser dominada pelo tráfico de drogas, e a confusão pode ter sido desencadeada pela presença do veículo de Mingau. A polícia continua investigando o caso.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Ottobock Brasil/Reprodução