Michael Jordan doará cerca de R$ 500 milhões para organizações engajadas na causa antirracista

Na tarde dessa sexta-feira (5), Michael Jordan, jogador de basquete e seis vezes campeão da NBA com o Chicago Bull, anunciou que doará cerca de R$ 500 milhões a organizações engajadas na causa antirracista, nos Estados Unidos. O objetivo do auxílio, que será concedido ao longo dos próximos 10 anos, é assegurar maior acesso à educação, justiça social e igualdade racial.

A doação acontece após Michael Jordan dar um emocionado depoimento sobre a morte de George Floyd. “Vidas negras importam. Esta não é uma afirmação controversa. Até que o racismo arraigado que permite o fracasso das instituições de nosso país seja completamente erradicado, permaneceremos comprometidos em proteger e melhorar a vida dos negros”, afirmou.

George Floyd foi um afro-americano que morreu na quinta-feira (25), depois que Derek Chauvin, policial de Minneapolis, cidade em Minnesota, ajoelhou-se no pescoço dele por pelo menos sete minutos, enquanto estava deitado de bruços na estrada.

Michael Jordan costuma evitar posicionamento político ou sobre questões raciais. O comunicado divulgado nessa sexta-feita (5) é um dos poucos em que o jogador se manifestou abertamente.

Da Redação.

Categoria(s): Internacional.

Comente: