Menino de 3 anos morre após ser liberado duas vezes de hospital com febre alta

A criança João Gabriel, de apenas 3 anos de idade, morreu na cidade de Itatira, Ceará, após ser liberado duas vezes de um hospital municipal. O irmão da vítima, o influenciador digital Paulo Henrique, denuncia uma possível negligencia médica.

“Meu irmão estava com 39 graus de febre, levamos para o hospital no domingo. O médico atendeu, passou uma injeção, ele tomou a injeção e passou uns remédios para a minha mãe comprar e ela comprou. Ele tomou a injeção e nada da febre dele baixar, aí nós levamos para o enfermeiro. O enfermeiro deu um remédio que baixou a febre, ele melhorou mais e nós viemos para casa”, afirma o irmão da vítima.

Contudo, na madrugada da segunda-feira, o pequeno João apresentou uma piora e foi levado novamente ao hospital.

“Quando foi 1h da manhã meu irmão começou a gemer, falando de uma dor na barriga, a febre ficando muito alta de novo e nós levamos para o hospital novamente. Chegando lá, o vigia foi chamar o médico, o médico demorou mais de 30 minutos para descer. Ele passou mais duas injeções para o meu irmão, sendo que ele já tinha tomado uma, e a febre dele não baixou, estava em 38,1 graus e o médico mandou a gente vim para casa”, disse Paulo Henrique.

Voltando para casa pela segunda vez, o garoto teve outra piora. “Quando ele chamou minha mãe ele já estava bem roxinho. Aí minha mãe deu entrada no hospital novamente com ele. Chegou lá o médico botou ele no soro. Quando foi 12h meu irmão começou a passar mal, tentaram reanimar, mas ele morreu”, relata o influenciador.

O médico que atendeu a criança foi afastado. A Delegacia Regional de Canindé disse que notificou o médico e funcionários para serem ouvidos sobre a morte.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: