Manifestantes protestam na av. Paulista pela redução da maioridade penal

Cerca de 300 pessoas, segundo a Polícia Militar participaram na tarde deste sábado de uma passeata a Manifestantes fazem passeata a favor da redução da maioridade penal na avenida Paulista.

Os manifestantes iniciaram o protesto às 13h em frente ao prédio do Masp e seguiram no sentido Consolação até a Praça Charles Miller, no estádio do Pacaembu. A PM interditou três faixas da avenida Paulista e acompanhou a passeata.

O protesto foi organizado pela UDVV (União em Defesa das Vitimas de Violência ), e pediu a revisão do Código Penal, com medidas que punam com maior rigor crimes contra a vida cometidos por adolescentes. Assinaturas também foram coletadas para abaixo-assinados que serão encaminhados a deputados federais e senadores.

Uma das manifestantes é a advogada Marisa Deppman, 50, mãe do estudante Victor Hugo Deppman, baleado na cabeça por um menor no último dia 9 em São Paulo. Ela diz acreditar que a passeata não vá ajudar na mudança da maioridade penal, mas que o objetivo é também “conscientizar jovens sobre o assunto”.

Responsável pelo evento, o administrador Roberto Sekiya, 30, é um dos coordenadores da UDVV. Segundo ele, a organização é a favor da eliminação da idade penal. “Todo o ser humano deve responder criminalmente pelos seus atos independente da sua idade”, disse.

Ainda segundo Sekiya, representantes da UDVV foram ontem, dia 26, até a casa da família da dentista Cinthya Magaly, assassinada quinta-feira, para prestar solidariedade e oferecer ajuda. “Nós já sabíamos que um dos suspeitos [do assassinato de Cinthya] era menor de idade, mas fomos até lá por ser outra vítima dessa violência”, comenta.

A UDVV diz que aproximadamente 800 pessoas compareceram a manifestação.

Fonte: Yuri Gonzaga/Folhapress

Categoria(s): Nacional.

Comente: