Mairi: Vereador Alan cobra aos Senadores baianos o perdão da dívida agrária‏

Nas últimas sessões da Câmara Municipal de Vereadores de Mairi, o Vereador Alan colocou como prioridade do momento um debate mais consistente a respeito da possibilidade real de perdão da dívida agrária dos nordestinos.

Segundo o mesmo, ” o governo nos prometeu tudo e não fez quase nada para atenuar os efeitos desta estiagem que já está agora é levando consigo a esperança dos nordestinos”. Ainda sendo ele, ” como um beija-flor que levava uma gota d’água para apagar um grande incêndio na mata”, havia encaminhado para os Senadores baianos, além dos Deputados Federais Lúcio Vieira Lima e Daniel Almeida ofício cobrando imediada discussão por parte do Congresso Nacional a respeito desta temática.

Não é justo que os bancos oficiais continuem emitindo boletos para os agro-pecuaristas nostestinos, justamente nesse período em que eles já perderam quase tudo. O que o governo tem que entender é que o momento atual pede para um perdão total da dívida agrária nordestina.

Há dezoito meses vivenciamos esse calvário que parece não ter mais fim. O nosso rebanho já foi reduzido consideravelmente e o que sobrou não tem valor de mercado. Não se paga aquilo que não se tem. Além do mais, o próprio governo não conseguiu congelar o valor das rações e da água, culminando para tal com um colapso que ele, antecipadamente, já tinha conhecimento.

Como o ano que se inicia não demonstra bons ares para os agro-pecuaristas nordestinos,
resta-nos apenas rezar ou arregaçar as mangas e cobrar daqueles que podem precionar o governo por acões imediatistas.

Ainda segundo Alan, cabe também às Prefeituras buscar na Conab, Secretaria Estadual de Combate a Pobreza e o próprio Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, convênios para a distribuição de alimentos, uma vez que o preço dos mesmos “estouraram”, contribuindo com isso com um flagelo que parece está por vir.

 

Fonte: Agmar Rios.

Categoria(s): Regional.

Comente: