Mãe vende bebê de 3 meses por 10 reais em Santa Maria de Codopi (PI)

Uma mãe de Santa Maria de Codopi, no interior do estado do PI vendeu em um bar sua filha de apenas 3 meses, por 10 reais.

O caso foi denunciado às autoridades locais pelos irmãos mais velhos da menina. A mãe é usuária de drogas e terio vendido a menina para continuar bebendo no bar.

Segundo as autoridades, a mãe estava no bar consumindo bebidas junto com a criança e um casal que também estava no local se ofereceu para cuidar do bebê por R$ 10,00.

Até o momento a mãe e nem o casal havia sido localizados.

Apesar desse fato ser um absurdo, esse tipo de conduta é mais comum do que se imagina. Segundo as estatísticas, a cada 1000 mulheres, principalmente adolescentes, 10% abandonam ou vendem as crianças para alimentar seus vícios.

De acordo com o previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente é crime a comercialização de crianças. No artigo 238 do Estatuto está previsto que prometer ou efetivar a entrega de filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa a pena poderá ser de reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos e multa.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Em depoimento à polícia, a mãe do bebê negou que teria vendido a filha. “Ela disse que estava alcoolizada ou drogada, e não lembra como foi que cedeu essa criança para alguém”, relatou o delegado José Erisvaldo.
A mãe foi localizada pelos policiais do 22º DP e levada para prestar depoimento na delegacia, junto com os dois filhos maiores de idade que fizeram a denúncia. A mulher tem sete filhos, e já responde por um processo por abandono de incapaz.
“Não interessa se ela vendeu ou deu e eles [o casal que levou o bebê] não vão ficar com essa criança. Até porque a forma de se adotar uma criança não é essa”, disse o delegado José Erisvaldo.
O caso será encaminhada para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), e o delegado Antônio Barbosa deve continuar a investigação.

Categoria(s): Nacional.

Comente: