Destaques :

Justiça decreta prisão de médico suspeito de abusar de mulheres e filmar os crimes no Ceará

Brasileiro é condenado à prisão perpétua no Reino Unido por matar ex-companheira

Internado, Agnaldo Timóteo perde 25 quilos: “Vocês vão tomar um susto”

‘Pistoleiro’ pega mais de 18 anos de prisão; réu foi contratado por irmão da vítima

Homem esmaga rosto de mulher a pedradas após ela se negar a fazer sexo

Homem procurado pela polícia suspeito de estuprar e matar cadela

Lei obriga alunos de escolas municipais a cantarem o Hino Nacional

Três tias estão envolvidas em assassinato de sobrinha, diz PC

Menina submetida a cirurgia cardíaca é retirada de lixão no Sertão

Mãe passa mal ao ver acusado de matar filha em julgamento

Ex-galã de Malhação vira motorista de Uber no Rio de Janeiro

Justiça decreta prisão de prefeito afastado de Uruburetama, acusado de abusar sexualmente de pacientes

Homem é preso em Pirajá após agredir constantemente a própria mãe, de 60 anos

Frota se diz desiludido com Bolsonaro: “Minha maior decepção”

Melhor prefeito do Brasil ganha R$ 7 mil e vai palestrar em Harvard com recursos próprios

Crise de sinusite faz cabeça de homem ficar quatro vezes maior

Redemoinho suga jovem em rio

Consultor de Trânsito faz duras críticas ao trecho da BA – 131, que liga a BR-324 à BR-407 na região de Pindobaçú

Ivete Sangalo embarca em lua de mel e diz: ‘Lugar bom de fazer mais menino’

QUE FOGO! Casal cai do 9º andar enquanto faziam sexo na varanda do apartamento

sexta, 19 de julho de 2019

Regional

Mãe é suspeita de acorrentar e torturar menino de 7 anos na PB; criança está desnutrida

O menino de 7 anos vítima de espancamento que foi encontrado acorrentado pela mãe no município de Boqueirão será avaliado pelo Instituto de Polícia Científica para investigar se também houve abuso sexual. A criança foi encontrada com sinais de hematomas e queimaduras pelo corpo e continua internada no Hospital de Emergência e Trauma, com um quadro de anemia e desnutrição. O menino chegou a receber transfusão de sangue, segundo informou o diretor técnico do hospital, Gilney Porto.

“O IPC vai avaliar a criança. Entrou em contato com o pessoal da delegacia de Queimadas e eles já estavam enviando a documentação necessária para a equipe do IPC ir no Trauma avaliar a criança”, disse o médico. O menino está internado sem previsão de alta.

A polícia informou que a mulher, que ainda não foi localizada, também tem um bebê de 1 ano e seis meses de idade, filho do atual companheiro. O casal e o bebê não foram encontrados ainda.

“As provas estão sendo colhidas para confirmação da materialidade e da autoria do crime, a equipe de investigação da delegacia de Boqueirão já esteve lá no endereço para colher informações com vizinho e ele confirmou que eles saíram da residência, estão em lugar incerto no momento, mas a investigação continua”, informou o delegado Yasley Almeida.

O delegado Yasley Almeida explicou que a suspeita, Maria Aparecida Silva Sousa, além do menino de 7 anos, filho de um relacionamento anterior, vive maritalmente com um homem, Edilson, com quem tem outro filho, de 1 ano e seis meses de idade. O pai do garoto vítima da violência já faleceu. Mas segundo o delegado, o Conselho Tutelar relatou que não havia indícios de maus tratos contra o bebê. A Polícia Civil avalia a necessidade de pedir a prisão provisória da mãe ou não e não, e ainda investiga a motivação que levou o casal agredir a criança.

(Fonte: pbhoje)

O que achou desta notícia ?