Mãe é obrigada a assistir filha ser estuprada e torturada em Muritiba

Uma mulher de 64 anos, moradora da zona rural de Muritiba, foi obrigada por dois homens a assistir ao estupro e tortura da sua filha, de prenome Célia. Após o assédio e ter o corpo queimado, a jovem não resistiu aos ferimentos e já chegou sem vida ao Instituto Médico Legal de Santo Antônio de Jesus. A idosa foi baleada na altura do pescoço e está internada no Hospital Geral do Estado (HGE). Segundo informações do 3º pelotão da 27ª Companhia Independente de Polícia Militar, mãe e filha foram rendidas na noite desta sexta-feira (26) e encontradas caídas no chão de casa, quando foram levadas para socorro médico. Os dois homens responsáveis pelo crime ainda estão foragidos. Informações do Correio.

Fonte: Bahia Notícias

Categoria(s): Regional.

Comente: