Mãe e filha estavam em helicóptero que desapareceu a caminho do litoral de SP; Saiba detalhes desse mistério

No domingo (31), um piloto, um passageiro e duas mulheres, identificadas como mãe e filha, desapareceram após o helicóptero em que estavam sumir no Litoral Norte de São Paulo. A Força Aérea Brasileira (FAB) está conduzindo operações de busca, mas até o momento, não há indícios do paradeiro do grupo ou da aeronave.

As pessoas desaparecidas são Luciana Rodzewics, 45 anos, Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, 20 anos (filha de Luciana), Rafael Torres, amigo da família que convidou o grupo para o passeio, e o piloto, cuja identidade ainda não foi revelada pela FAB.

Moradoras da capital paulista, Luciana e Letícia são autônomas e residem no bairro do Limão, na zona norte de São Paulo. Letícia trabalha no ramo da estética, realizando pintura de unhas, enquanto Luciana atua como vendedora no setor alimentício, comercializando sal para empresas.

Aceitando o convite de Rafael, as duas mulheres se juntaram a um passeio ‘bate-volta’ em Ilhabela, na véspera do Ano Novo, local bastante procurado por turistas durante as festividades de Réveillon.

Enquanto voavam para Ilhabela, Letícia enviou um vídeo ao namorado, mostrando o voo e destacando as más condições climáticas. Nas imagens, é possível ver o piloto e o passageiro Rafael Torres na frente da aeronave, com neblina intensa prejudicando a visibilidade. Essa foi a última comunicação relatada pela família.

Neuza Maria Rodzewics, mãe e avó das passageiras, compartilhou: “Eles iam fazer um passeio bate-volta. Chegando lá, minha neta mandou um contato para o namorado, dizendo que estavam tentando retornar porque não dava para pousar. Estava chovendo muito, com muita neblina. Isso foi umas 14h35, foi o último contato. Não temos mais notícias.”

Familiares, amigos e as forças de segurança estão unidos na busca pelo paradeiro do grupo. A FAB intensifica as buscas pelo helicóptero com quatro ocupantes desde domingo, partindo de São Paulo com destino a Ilhabela, perdendo contato durante o voo sobre Caraguatatuba.

Até a noite desta segunda-feira (1º), não há pistas sobre o paradeiro do helicóptero, do piloto ou dos passageiros. A PM suspendeu os voos com o helicóptero Águia, e agora as buscas prosseguem exclusivamente com a FAB.

A Força Aérea Brasileira foi notificada do desaparecimento, mobilizando uma aeronave SC-105 Amazonas para iniciar as buscas na região. Apesar dos esforços ao longo do dia, a aeronave ainda não foi localizada. As operações de busca serão retomadas na madrugada desta terça-feira (2).

Foto: Arquivo Pessoal

Da redação do Acontece na Bahia