Mãe do menino Henry, Monique Medeiros, é exonerada de cargo no Tribunal de Contas do Município

Mais desdobramentos do caso do garoto Henry vieram a público nesta manhã de sexta-feira (9). A mãe de Henry, que foi presa na manhã de ontem (8) foi exonerada do seu cargo no TCM (Tribunal de Contas do Município). A mulher era professora do município e estava trabalhando no gabinete do secretário, Luiz Guaraná.

A mulher trabalhou pouco mais de um mês no cargo, sendo indicada pelo vereador Dr. Jairinho, seu namorado, ao cargo. De acordo com o Tribunal de Contas, Monique trabalhava na pesquisa de informações para a elaboração de um sistema de monitoramento e acompanhamento do tema Educação, ainda em fase de desenvolvimento.

“Não houve qualquer indício de irregularidade na atuação da servidora no breve período em que esteve lotado no tribunal. Todas as frequências foram devidamente atestadas, bem como registradas as licenças de luto, especial e as faltas ocorridas no período, que foram devidamente descontadas”, informou o órgão em nota.

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: