Mãe de Lázaro Barbosa pede para que o filho se entregue

A mãe de Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, Eva Maria de Sousa, pediu que o filho se entregue à polícia. Em fuga há 9 dias, o homem é suspeito de ser o autor de uma chacina no Incra 9, em Ceilândia, além de estuprar mulheres, queimar casas e espalhar terror por onde passa.

 

Ao programa Cidade Alerta, da TV Record, a mãe de Lázaro suplicou: “Se você estiver me ouvindo, me faça o favor de se entregar”, disse ela.

 

Eva Maria ainda afirmou que o filho precisa esclarecer tudo o que vem sendo dito sobre ele nos últimos dias. “Se entregue para esclarecer mentiras e verdades que estão contando”, falou a mulher.

 

Conforme revelou o Metrópoles, Eva e o padrasto do criminoso, Léin (apelido), trabalharam na chácara do sogro do diretor da Polícia Civil do DF (PCDF), Robson Cândido, até o dia em que o foragido fez a família Vidal vítima. Eva fazia queijos a partir do leite tirado das vacas criadas na propriedade. E Léin era o caseiro da chácara.

 

Nesta quinta-feira (17/6), Lázaro foi visto na cidade de Girassol (GO), próximo à casa do pai, enquanto se escondia embaixo de um cobertor. Testemunhas relataram que o maníaco estava com uma mochila, mancava e simulava ser um mendigo. Quando avistou a polícia, Lázaro teria corrido para um córrego perto da casa onde foi visto.

 

“Vim deixar uma colega minha do lado da casa do pai do Lázaro e fui ver o que estava acontecendo. Vimos o suspeito dentro de uma casa, agachado. Ele desceu para o córrego. Houve mais de 30 tiros. Disparos de metralhadora”, relatou o vigilante Alexandre Augusto, que estava no local.

 

Segundo ele, Lázaro estava com um cobertor nas costas, cobrindo uma mochila. “Ele estava até mancando”, disse à reportagem.

 

Dezenas de policiais civis e militares, viaturas e três helicópteros estão mobilizados na operação para encontrar o homem.

 

Textos e informações do portal Metrópoles

Categoria(s): Destaque.

Comente: