Mãe da modelo que morreu ao cair de um prédio no Chile presta homenagens à filha: “Ela era completa, viveu tudo de bom”

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (12). A mãe da modelo Nayara Vit, a Eliane Marcos Vit prestou homenagens a filha. Nayara, de 33 anos, caiu do 12° andar do prédio que morava no Chile. A mãe mora aqui no Brasil, em Santa Catarina.

“Ela era completa, viveu tudo de bom e de ruim com muita velocidade. […] Saudade do que não vivemos, saudade do que poderíamos ter feito”, disse.

No momento do acidente estava com o namorado, a filha de 4 anos e uma babá. A família da modelo descarta a hipótese de suicídio e feminicidio.

“Estamos em tratativas com o Itamaraty, pedindo ajuda para que solucionem este caso o mais breve possível para que assim possamos trazer o corpo de Nayara ao Brasil e realizar o seu pedido de ser cremada e suas cinzas jogadas ao mar”, continua a mãe, em nota.

Já o Itamaraty, em nota, comunicou que “por meio da Consulado-Geral do Brasil em Santiago, está prestando assistência cabível à família da vítima, respeitando-se os tratados internacionais vigentes e a legislação local”. Além disso, contou que nos casos de mortes de brasileiros em outros países, os consulados “presta orientações gerais aos familiares, apoiar seus contatos com autoridades locais e cuidar da expedição de documentos, como o atestado consular de óbito. O traslado ou não dos restos mortais de brasileiros falecidos no exterior para o Brasil é uma decisão da família. Não há previsão regulamentar e orçamentária para o pagamento do traslado pelo poder público”.

O irmão da mordelo, Guilherme Vit, afirmou que a vontade dela era que suas cinzas fossem jogadas no mar de Florianopolis. “Por ordem dos advogados, iremos esperar encerrar o processo [de investigação] para realizar esse desejo dela”, disse o irmão.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: