Levado como refém, primo de MC Gui pode ter sido vítima do tribunal do crime

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (23). As buscas pelo empresário Renê Casagrande, de 32 anos, desaparecido há seis dias na zona leste de São Paulo, têm se intensificado e a polícia busca respostas para solucionar este caso. Renê é primo do cantor MC Gui e foi visto pela última vez saindo da tabacaria que possui na região.

O veículo do empresário foi localizado abandonado em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, com os bancos rasgados, além do documento no interior do carro. Os peritos da polícia analisaram o veículo para encontrar impressões digitais ou objetos deixados pelos suspeitos.

Os investigadores da polícia procuram pistas que possam revelar o paradeiro do empresário que segue desaparecido há quase uma semana. Segundo uma testemunha chave, Renê Casagrande foi arrastado por quatro homens para uma região de matagal. A testemunha conta em depoimento que Renê saiu machucado com as mesmas pessoas e foi levado do local como refém.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: