Laudo médico aponta que mulher casada que se envolveu com morador de rua “não é capaz de responder por si”

Um dos casos mais comentados dos últimos tempos está finalmente ganhando opiniões mais técnicas. Aos 33 anos, a mulher foi encontrada pelo marido tendo relações com um morador de rua dentro do carro, o que deixou o povo desacreditado. Então, agora um laudo falou sobre o quadro mental da moça.

No momento a mulher segue internada e passa por tratamentos, tanto psicológicos e psiquiátricos quanto de prevenção a doenças. De acordo com o portal Metrópoles, laudo foi assinado por um médico psiquiatra do Hospital Universitário de Brasília (HUB) no último dia 15. Ainda conforme o portal, o médico afirmou que a mulher apresentou o seguinte:

“Na avaliação clínica de hoje [15 de março], percebemos quadro de taquipsiquismo com hipervigilia, hipertimia, comprometimento da crítica e conteúdo delirante, traduzindo-se em prejuízo do discernimento, de sua autonomia e autodeterminação, motivo pelo qual se optou pelo regime de internação involuntária[…]Alucinações auditivas, delírios grandiosos e de temática religiosa, hipertimia, falso reconhecimento, comportamentos desorganizados e por vezes inadequados[…] [Sandra] não é capaz de responder por si, tampouco de exercer vários atos da vida civil; em especial o de assinar documentos e procurações, assim como de celebrar contratos ou contratar serviços de qualquer natureza”. Além disso, o profissional também percebeu que a mulher apresentou outros comportamentos que ela poderia apresentar dentro do quadro atual: “Gastos excessivos, doação de seus pertences, resistência em se vestir e hiperreligiosidade.”

Ademais, em um suposto áudio da própria mulher, gravado poucos dias depois do ocorrido,

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Nacional.

Comente: