Search
Close this search box.

Jovem que morreu após encontro íntimo com jogador sub-20 do Corinthians teve ruptura em região genital, diz atestado

A causa da morte da jovem Livia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos, que ocorreu nesta terça-feira (31), após um encontro íntimo com o jogador Dimas Cândido de Oliveira Filho, do sub-20 do Corinthians, foi ruptura na região genital. Essas informações constam do atestado de óbito da Livia.

O documento menciona ainda que houve ‘rutura de fundo de saco de Douglas com extensão à parede vaginal esquerda’. O saco de Douglas é uma região genital localizada na parte inferior do abdômen, entre o útero e o reto. Emitido à 0h desta quarta-feira (31) pelo Hospital Municipal do Tatuapé, o documento ainda ressalta que ‘aguarda exames complementares’.

Esses exames adicionais, realizados no Instituto Médico Legal (IML), incluindo necropsia, toxicológico e sexológico, ainda não foram divulgados até o momento desta reportagem. Eles são cruciais para determinar o que causou a ruptura na região genital de Livia e se houve ingestão de substâncias como álcool ou entorpecentes.

O caso está sob investigação policial, que visa obter detalhes do histórico de saúde de Livia. A investigação aguarda os laudos da perícia e não descarta a possibilidade de uma fatalidade. Na tarde desta quarta-feira (31), investigadores estiveram no apartamento do jogador e encontraram vestígios de sangue no colchão e no chão, além de uma camisinha e dois cigarros eletrônicos. A polícia solicitou ao condomínio as imagens das câmeras de segurança, que podem mostrar a chegada da jovem ao prédio.

O Sport Club Corinthians Paulista informou em nota que está ciente dos acontecimentos envolvendo um de seus atletas da base e aguarda a investigação dos fatos, colaborando com as autoridades.

Livia Gabriele da Silva Matos estava no apartamento de Dimas quando passou mal e teve parada cardíaca, sendo levada ao pronto-socorro do Hospital Municipal do Tatuapé pelo Samu, que foi acionado pelo jogador.

O caso foi registrado como morte suspeita no 30º Distrito Policial e será conduzido pela 5ª Delegacia de Defesa da Mulher.

Da redação do Acontece na Bahia

Fonte: G1