Search
Close this search box.

Jovem que morreu após encontro íntimo com jogador do sub-20 do Corinthians é sepultada na Zona Leste de SP

A jovem Livia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos, que veio a óbito após um encontro amoroso com Dimas Cândido de Oliveira Filho, jogador do sub-20 do Corinthians, foi velada e sepultada no Cemitério Vila Alpina, localizado na Zona Leste de São Paulo, na manhã de quinta-feira (1º). O sepultamento da jovem aconteceu em meio a mistérios que ainda precisam ser esclarecidos pelas autoridades.

O velório que teve início por volta das 7h30 e se estendeu até às 11h30. Inicialmente prevista para cremação, a família optou por realizar o sepultamento no mesmo local, no Cemitério Vila Alpina.

Livia estava no apartamento de Dimas, localizado no bairro do Tatuapé, Zona Leste, na noite de terça-feira (30), quando foi levada ao pronto-socorro pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), acionado pelo próprio jogador.

De acordo com informações do tenente da Polícia Militar Lucas Sarri, a jovem apresentava sangramento nas partes íntimas e veio a óbito após sofrer quatro paradas cardiorrespiratórias.

Na tarde de quarta-feira (31), investigadores da Polícia Civil estiveram no apartamento do jogador, onde encontraram vestígios de sangue no colchão e no chão, além de uma camisinha e dois cigarros eletrônicos. A polícia solicitou ao condomínio as imagens das câmeras de segurança, que podem elucidar a chegada da jovem ao local.

Exames necroscópico, toxicológico e sexológico foram realizados, e os laudos devem determinar a causa da morte e se houve ingestão de substâncias. A investigação aguarda os resultados da perícia e não descarta a possibilidade de uma fatalidade.

Uma das tias da vítima, Nádia Falconeres, afirmou ainda não ter informações concretas sobre o ocorrido: “Está nas mãos da Justiça. Eu acredito na justiça de Deus e na justiça dos homens. Eu vou na delegacia e depois vamos ver se [o corpo] está liberado”, disse em entrevista à TV Globo.

Livia, que era estudante de enfermagem e fervorosa torcedora do Corinthians, foi descrita como “corintiana roxa” por sua tia.

O advogado de Dimas, Tiago Lenoir, declarou que o jogador está profundamente abalado: “Dimas permanece à disposição das autoridades policiais para prestar todo e qualquer esclarecimento. Ele está bastante abalado, consternado com tudo isso e aguarda o exame de necropsia para determinar a causa da morte dessa fatalidade”, afirmou em comunicado.

O Sport Club Corinthians Paulista, em nota, informou que está ciente dos acontecimentos e aguarda o desenrolar das investigações, colocando-se à disposição das autoridades para colaborar.

Livia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos, estava no apartamento de Dimas quando passou mal e sofreu uma parada cardíaca. Ela foi levada ao pronto-socorro pelo Samu. Segundo a polícia, a jovem foi encontrada com intenso sangramento na vagina e em parada cardiorrespiratória. No hospital, ela ainda sofreu outras duas paradas cardiorrespiratórias e veio a falecer.

O jogador afirmou em depoimento à polícia que conversava com a jovem há alguns meses pelas redes sociais e que esse teria sido o primeiro encontro entre eles. Ele relatou que durante a relação sexual, a jovem desmaiou e ele chamou o Samu para prestar socorro.

Da redação do Acontece na Bahia

Fonte: G1