Jovem policial morto em loja desabafou antes de partir: “Nós juramos nossas vidas em defesa da sociedade, em defesa de cidadãos que muitas das vezes nos criticam”

Nesta segunda-feira (7) um desabafo chamou a atenção. Antes de ser morto, um jovem policial desabafou sobre os riscos e a valorização da profissão. Mas afinal, o que aconteceu?

O jovem agente da Polícia Militar, Derinaldo Cardoso dos Santos, de 34 anos, morreu após ser baleado de maneira covarde por um bandido. Contudo, apenas algumas semanas atrás, Derinaldo havia feito um desabafo sobre uma situação parecida. Ele lamentou a morte de com amigo de farda e aproveitou para falar sobre os perigos da profissão e a valorização da sociedade:

“Muitas pessoas vêm me dizer que foi a profissão que nós escolhemos, que quando nós escolhemos ser policiais, sabemos de todos os riscos e, quando nós entramos na Polícia Militar, nós juramos sacrificar nossas vidas em defesa da sociedade, em defesa de cidadãos que não nos conhecem, cidadãos que muitas das vezes nos criticam. Mas isso não diminui a dor, não diminui o sentimento de perda. Estamos de luto, mas continuamos na luta. Qual o trabalho da Polícia Militar? Estamos nas ruas por você!” Mas não é só isso.

Entenda o caso

Tudo começou quando o acusado participou de um assalto num estabelecimento comercial, no Rio de Janeiro, na última sexta-feira. Então, após a policia chegar ao local, o acusado fica à espreita esperando o comparsa para fugir.  Dois agentes da polícia ficam próximos a porta da loja e o acusado percebe que eles estão olhando apenas para frente, mirando o comparsa e sem perceber a presença dele. Nessa hora, o acusado se aproveita que o jovem cabo Derinaldo Cardoso dos Santos, de 34 anos, está de lado, o atinge com um tiro na cabeça e foge de lá com o comparsa. Após ser baleado covardemente a queima-roupa, Derinaldo foi levado até o Hospital Geral de Nova Iguaçu. A equipe médica iniciou uma cirurgia de emergência para tentar salvar a vida do agente. Entretanto, o quadro de Derinaldo era gravíssimo e ele não resistiu.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: