Jovem natural do município de Pintadas é morto em Américo Brasiliense-SP.

 

O assassinato de um caldeireiro de 24 anos natural de Pintadas-BA durante um carnaval de rua em Américo Brasiliense (SP), na madrugada desta segunda-feira (11), foi motivado por uma vingança após a agressão de um adolescente, segundo a Polícia Civil. O suspeito do crime, um homem de 31 anos, foi identificado e preso com a ajuda de câmeras de segurança no local do crime.

De acordo com a polícia, um adolescente de 17 anos foi agredido durante a festa e, para se vingar dos agressores, pediu ajuda a Cleber Fernandes Amaro.

Cleber foi tirar satisfações sobre o ocorrido com um grupo de foliões e, durante a discussão, atirou contra o caldeireiro Joaci Paixão da Silva, filho de Zé Prego de José Amâncio, município de Pintadas. A vítima, que foi atingida no peito e no rosto por quatro tiros de uma pistola calibre 380, chegou a ser socorrida, mas morreu no pronto-socorro. A polícia ainda não sabe se o caldeireiro tinha relação com a agressão ao adolescente.

De acordo com a Polícia Militar, o homicídio aconteceu por volta de 1h30 próximo ao palco do carnaval na Rua Francisco Martimiano de Oliveira. Um rapaz não identificado foi atingido no pé por uma bala. Ele foi atendido e liberado. Câmeras de segurança que estavam no local ajudaram a polícia a identificar o suspeito, que foi preso e levado ao Plantão Policial de Araraquara.
A arma usada no assassinato não foi encontrada. Segundo a polícia, Amaro tem ligação com uma facção criminosa e já cumpriu pena de oito anos de prisão por roubo. Ele será levado para a cadeia de São Carlos ainda nesta segunda.

Fonte: Agmar Rios Notícias.

Categoria(s): Regional.

Comente: