Jovem mãe desabafa nas redes sociais de como um relacionamento tóxico a prejudicou: “Destruiu minha vida e a mim”

A história de uma mulher causou comoção nessa segunda-feira (14). Após conhecer um homem que a tratou muito bem e aparentava ser gentil e romântico, ela não esperava que fosse ter a vida destruída. Então, agora ela desabafou e contou tudo para o mundo. A história de Valdirene serve ecoa não apenas como um apelo, mas também como um alerta para as mulheres, veja:

Como um relacionamento tóxico destruiu uma vida

“Bom dia gente, tenho que contar pra vocês minha história, e como um relacionamento tóxico destruiu minha vida e a mim. Eu morava em uma cidade chamada Orindiuva no interior de São Paulo, e decidi me mudar para São Francisco de Sales, para poder trabalhar e cuidar melhor dos meus 3 filhos pequenos, eu era mãe solteira. Depois de ter me mudado eu conheci um homem, muito gentil e educado, ele fazia eu me sentir amada e era muito carinhoso comigo, eu não havia me sentido tão bem assim a muito tempo, eu estava calejada e mesmo assim abri meu coração pra ele e o deixei entrar em minha vida, foi tudo muito lindo, nos casamos e ele sempre me apoiava em tudo o que eu fazia, ele me ajudava com as crianças e cuidava muito bem de mim.

Então eu resolvi realizar meu sonho que era abrir um restaurante, eu estava tão feliz e ele até me ajudou a montar as coisas, foi um máximo, mas com o passar do tempo ele foi mudando, conforme meu restaurante fazia sucesso e eu conseguia me realizar, ele ficava mais rancoroso e ranzinza, sempre dizia coisas negativas e eu me sentia mal, ele sempre disse que eu tinha que ficar em casa e cuidar das crianças, deixar que ele trabalhasse, eu não entendia. Com o passe de dois anos juntos eu descobri a primeira traição, aquilo foi um baque pra mim, eu fiquei muito mal e não entendia o porquê daquilo estar acontecendo comigo, logo eu que achei que tinha encontrado o homem perfeito pra mim. Com o passar dos dias eu fui piorando, e as traições dele não paravam, mas eu não conseguia deixar o homem que eu amava, não podia. Ele acabou me convencendo a fechar o restaurante, eu queria fazer mais por ele e concordei, era o homem que eu amava.

Quando passei a ficar mais tempo em casa comecei a ficar muito ociosa e com saudades do meu restaurante, de cozinhar e ganhar meu próprio dinheiro, eu precisava daquilo, mas precisava mais ainda do meu amor. Eu achei que dedicar mais tempo a ele e a nossa casa seria eficaz, ele pararia as traições, mas não parou. Eu fiquei muito infeliz, eu não conseguia levantar da minha cama, fui ficando cada dia mais magra e depressiva, eu não tinha alegria porque aquele homem era tudo pra mim, por que ele fazia aquilo comigo? Eu passei muitos dias acamada sem forças, até que um dia eu reparei em uma coisa estranha no meu nariz, parecia menor, estava estranho, eu fui até o hospital e os médicos me disseram que era sinusite crônica, fiquei tomando antibióticos frequentemente, minha imunidade não aguentou, eu emagreci muito nesse tempo, e ele nunca em casa e sempre me traindo…

Todo mundo achava muito estranho que meu nariz estava assim, e o emagrecimento drástico, meus ossos doíam muito, eu não conseguia andar direito, então me levaram para o hospital em outra cidade, e assim que os médicos de lá me viram já sabiam o que eu tinha eram duas doenças auto imunes, ou seja, sem cura. São Granulomatose de Wegener e Artrite reumatoide, uma me consome por dentro e a outra destrói meus ossos, eu não tenho mais as juntas do dedo, meu nariz está destruído e eu sinto dor o tempo todo. Depois de muita luta e sofrimento eu consegui me separar desse homem, meus filhos me tiraram de lá, eu não conseguia fazer isso antes porque não tinha como trabalhar e cuidar dos meus filhos, eu não tinha nenhuma renda, ainda não tenho, não consigo trabalhar, não tenho forças. Eu não sou vista na minha cidade, é como de eu fosse invisível, as pessoas tem medo de me olhar por conta do meu nariz, meus ossos e a falta de cabelo, eu me sinto tão envergonhada de estar me expondo dessa forma.

Meus filhos agora estão grandes e cuidam de mim, eu consegui um tratamento em outra cidade e preciso ir todos os dias para lá, eu não posso utilizar o transporte público como ambulâncias e vans de transporte a pacientes, porque não posso pegar nenhuma doença ou infecção, os médicos disseram que minha imunidade não aguenta mais nada. Para ir até essa cidade uma pessoa me busca no carro dela e me cobra apenas o combustível, porém é caro porque chega a ir 4 vezes na semana até essa cidade, os remédios são todos controlados e custam uma fortuna, eu não tenho benefício algum do governo, não tenho ajuda de ninguém e nenhuma fonte de renda. Em umas das minhas consultas recentes fui diagnosticada com Alopecia, onde os cabelos caem e isso é irreversível. Eu estou aqui para pedir a ajuda de todos vocês, se algum de vocês puderem me ajudar compartilhando ou doando na minha vakinha, por favor, me ajudem, eu tenho a possibilidade de reconstruir meu nariz e melhoras minhas mãos, meus ossos e minha aparência, eu acredito que Deus é bondoso e vai abençoar cada um de vocês que me ajudarem.” Para ajudar Valdirene com o seu tratamento entre na vaquinha.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: