Search
Close this search box.

Jovem grava a própria morte: Jovem que atirou em namorada mentiu para a polícia

Jovem grava a própria morte: Jovem que atirou em namorada mentiu para a polícia

No caso de jovem que filmou a própria morte, rapaz disse que namorada havia sido baleada por um homem de moto, mas apresentou contradições.

Diego Fonseca Borges, de 27 anos, afirmou que ele e a namorada haviam sido abordados por uma dupla em uma moto, e a jovem havia sido baleada pelo garupa do veículo. No entanto, ao ser questionado e apresentar contradições, os policiais desconfiaram da versão e o conduziram para a Central de Flagrantes em Jataí, no sudoeste goiano, onde o caso ocorreu.

Para mais informações acesse nosso canal no WhatsApp!

O crime aconteceu no sábado (4/11), por volta das 22h. A Polícia Militar foi chamada ao Hospital das Clínicas, onde a vítima, Ielly Gabriele Alves, de 23 anos, havia sido levada com ferimentos de tiro. No local, os policiais conversaram com o namorado da vítima para entender o que realmente aconteceu.

Foi na delegacia que os investigadores encontraram um vídeo do momento do crime no celular da vítima. Ou seja, Ielly filmou sua própria morte. Nas imagens, o casal parece estar conversando de forma descontraída quando o rapaz aponta a arma para a namorada e atira. A jovem cai no chão após ser atingida no tórax. Apesar de ter sido levada ao hospital pelo namorado, Ielly não resistiu aos ferimentos e faleceu. Seu corpo foi velado e sepultado no domingo (5/11) em Jataí.

A Polícia Civil de Goiás não divulgou detalhes sobre o depoimento de Diego, que foi preso. A arma utilizada no crime foi encontrada em um local próximo ao estacionamento do carro de Diego e trata-se de uma pistola calibre 380.