Jovem é agredida e tem cabelo cortado por namorado que conheceu na internet e mostra o antes e depois

A jovem Jheniffer Emilly Lemos da Silva, de 27 anos, teve o cabelo cortado pelo namorado e precisou lutar contra ele para poder se salvar. Tudo aconteceu na cidade de Pedro de Toledo, no último domingo (27).

Ela conheceu o namorado na internet e ele não demonstrava ser violento no inicio do relacionamento. “No começo ele parecia ser um príncipe, era super romântico e carinhoso. Mas quando viu que eu estava mais envolvida e apaixonada, deu os primeiros sinais de agressividade. Ele sempre pedia desculpa depois, falava que era a única pessoa que me amava, que estava comigo para tudo, e minha cabeça ficava confusa, eu estava em um relacionamento abusivo”, afirma.

Jheniffer conta que o homem também apertou seu pescoço e exigiu que ela entregasse todo o dinheiro que ela tinha em casa, fugindo em seguida. “Eu já havia sofrido violência duas vezes por causa dele. Agora descobri com ex-companheiras dele, que ele também já as agrediu. Antes de me envolver com ele, eu estava há mais de um ano separada do meu ex-companheiro. Aí no Facebook um dia ele mandou solicitação de amizade e começamos a conversar”, conta.

A jovem também teve seu cabelo cortado pelo agressor. Segundo ela, no dia, ele estava bêbado e tentou mexer no celular dela. “Ele escutou meu celular fazendo barulho e foi mexer, aí eu falei que estava com problema no conector, para ele deixar carregando, foi quando ele disse ‘tá com medo de que? tá me traindo?’. Depois já me empurrou e começou a apertar meu pescoço”.

“Ele apertou tanto a minha garganta que eu já estava quase desmaiando. Meu bebê começou a chorar e eu só pedia para ele deixar eu acalmar meu filho. Quando eu disse que tinha dinheiro para dar pra ele, pegou meu celular e jogou no muro, arrebentando meu aparelho. Eu só consegui pegar os estilhaços e chorar”

“Pensei que tinha me livrado dele depois disso, mas ele voltou do nada com duas facas, achei que ele iria esfaquear eu e meu bebê. Aí eu abracei meu filho e ele começou a cortar meu cabelo da raiz. Depois jogou meu cabelo na rua e falou ‘isso aqui é para você ver que deixo você careca”.

Nesse dia, ela conseguiu fugir para casa da mãe e acionar a polícia, mas o homem fugiu por uma área de mata. “Minha mãe ficou em choque quando viu meu cabelo cortado daquele jeito e começou a chorar. Eu ainda estou com medo, mas tentando continuar minha vida. O que me motivou a levar a tona, foi por querer justiça e pensar em quantas meninas já foram vítimas de violência e têm medo de falar. Então eu não podia me calar e deixar quieto. Pensei em quantas mais meninas ele poderia enganar e fazer isso, então quero alertar e encorajar outras mulheres”, afirma.

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: