Jovem acusado injustamente de roubo de bicicleta descobre que pagou R$3.600 por um veículo furtado

 

O jovem Matheus Ribeiro, instrutor de surfe, acusado injustamente por dois jovens brancos no Leblon de ter roubado a bicicleta elétrica da jovem, afirmou neste domingo (20) que não sabia que a bicicleta, na qual ele pagou R$3.600, era furtada.

Entenda o caso: No dia 12 de junho, enquanto esperava a namorada na frente de um shopping no Leblon, os jovens Tomás Oliveira e Mariana Spinelli abordaram Matheus o acusando de ter roubado a bicicleta elétrica de Mariana, na alegação de que o veículo era igual ao dela. Os dois jovens só pararam de acusar Matheus e perceberem que ele não roubou a bicicleta quando viu que o cadeado não encaixava.

Dias depois, por meio das câmeras de segurança, foi revelado que quem roubou a bicicleta eletrica, na verdade, foi um jovem branco, que já tinha 28 passagens pela polícia.

A polícia investigou e depois descobriu que a bicicleta de Matheus, que ele comprou em um site de produtos usados, na verdade, era uma bicicleta furtada. Surpreso, o jovem disse que não sabia disso.

“A gente nunca faria uma coisa desse tipo. Assim como a gente está lutando para brigar pela nossa inocência, que a gente não roubou uma bicicleta que é que foi o que aconteceu no momento passado, a gente também está dizendo a verdade agora. Se fosse uma bicicleta que a gente soubesse que foi roubada, a gente não compraria”, disse ele em entrevista ao Fantástico.

O Instituto de Criminalística Carlos Éboli, da Polícia Civil, periciou o veículo e devolveu ao proprietário.
“A gente acabava sempre cobrando a nota fiscal. Depois, ele [vendedor] disse: ‘O cara ainda está viajando, eu não tenho contato com o primeiro dono ainda, ele está viajando, está viajando'”, relatou Matheus

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o crime de receptação contra Matheus.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: