Investigação da Polícia Civil conclui que Flordelis mandou matar o marido; 7 pessoas são presas

Flordelis, Deputada Federal pelo PSD-RJ, foi denunciada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e Pela equipe de investigação da Polícia Civil como a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto em 2019.

Graças ao foro privilegiado, ela não será presa agora, outras dez pessoas também foram denunciadas como participantes do crime.

Cinco filhos da deputada e uma neta foram presos nesta manhã:

Adriano dos Santos Rodrigues

André Luiz de Oliveira

Carlos Ubiraci Francisco da Silva

Marzy Teixeira da Silva

Rayane dos Santos Oliveira, neta de Flordelis

Simone dos Santos Rodrigues

De acordo com o MP, o motivo do crime seria o fato de avítima manter controle rigoroso sobre as finanças da família e administrar de forma dura, não permitindo tratamento de forma privilegiada pelos mais próximos a Flordelis em detrimento a outros.

A parlamentar e os demais denunciados são acusados de usar documento falso, por tentarem, através de carta redigida por Lucas, atribuir a pessoas diversas a autoria e ordem para a prática do homicídio.

Segundo a denúncia, o executor Flávio tinha o objetivo de livrar ele próprio e Flordelis da responsabilização do crime.

Além disso, Flordelis também queria se vingar de dois filhos adotivos que não queriam mentir ou ocultar, segundo o MP, sobre informações do crime durante os depoimentos.

A deputada sempre negou participação no crime. Nenhum dos envolvidos se pronunciou sobre as denúncias realizadas pelo órgão público ainda.

 

 

Categoria(s): Nacional.

Comente: