Connect with us

Regional

Inhame, dicas de receitas e importância

...

Vamos falar sobre saúde? E que tal ainda falar sobre saúde alimentar? Pois bem, o nosso assunto hoje é sobre o Inhame. Este tubérculo muito conhecido no Brasil, é principalmente usado nas regiões sudeste e nordeste. Entretanto, seu histórico de utilização está em outros lugares, servindo como base da alimentação de diversos países das Américas, África e Ásia. Seu nome é dado às plantas do gênero Dioscorea. Além de sua enorme popularidade em algumas regiões de nosso país, seu uso está muitas vezes desassociado de seus benefícios. Então, que tal aprender um pouco sobre esses benefícios?

O Inhame é um tubérculo riquíssimo em potássio, mineral que diminui a pressão arterial, sendo considerado “amigo do coração”. É ainda indicado por seu potencial energético, por sua enorme fonte de carboidratos.

Uma outra vantagem está nas fibras contidas no Inhame, que ajudam na queima de colesterol. Além disso, ele também tem vitaminas do complexo B (B6 e B9) que ajudam a controlar os níveis de homocisteína, um aminoácido que aumenta o colesterol ruim (LDL) quando ele aparece em grande quantidade no organismo.

Não é pouca coisa, né? Acredita que ele ainda é indicado na prevenção de doenças como o Alzheimer?! Sim, além de ajudar a emagrecer, ter mais energia, controlar os níveis de colesterol ruim, o inhame também auxilia na prevenção do mal de Alzheimer. Isso ocorre devido a doença está relacionada à diminuição hormônio DHEA  (Desidroepiandrosterona) em nosso organismo ao longo dos anos – problema que pode ser evitado com o auxílio das vitaminas que compõem o nutrientes presentes no tubérculo.

Além desses muitos benefícios, o inhame é ainda indicado para o prevenção de câncer. Rico. Betacaroteno e vitamina C, essas substâncias atuam como antioxidantes e impedem a ação dos radicais livres.

Cansou? Ainda não? Então, agora essa dica vai para as mulheres, em especial. Os nutrientes que contém no tubérculo atuam como repositórios de hormônios importantes para a saúde delas, como ocorre com estrogênio. No corpo, este hormônio age aumentando a fertilidade e diminuindo os sintomas que acompanham o começo da menopausa.

Continue Lendo
Publicidade

Acontece Na Bahia - Copyright © 2019.