Search
Close this search box.

Influencer e ativista de esquerda Marina Mamede morre aos 34 anos em Minas Gerais

A notícia da morte da influenciadora e ativista Marina Mamede pegou a todos de surpresa e gerou muita comoção. Marina morreu aos 34 anos, nesta sexta-feira (5), em Ouro Preto, na região central de Minas Gerais, e a família ainda não informou a causa de seu falecimento.

Marina Mamede, conhecida por sua atuação firme nas redes sociais e sua defesa de pautas sociais ligadas à esquerda, faleceu em Ouro Preto, região central de Minas Gerais. A Polícia Civil de Minas Gerais informou que a perícia esteve no local para realizar “os levantamentos necessários” a fim de esclarecer as circunstâncias da morte. “Tão logo seja possível, outras informações serão divulgadas”, afirmou o órgão.

Marina Mamede deixou três filhos e era presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar Nutricional Sustentável de Ouro Preto (Conseas-OP). Nas redes sociais, Marina tinha mais de 38 mil seguidores no Instagram, onde compartilhava suas opiniões e iniciativas.

Políticos mineiros lamentaram profundamente a morte da ativista. “Recebi com grande tristeza a notícia do falecimento de Marina Mamede. Nossas sinceras condolências aos familiares e amigos neste momento difícil. Marina deixará saudades e um legado de dedicação e luta”, disse o deputado federal Padre João (PT-MG) no Twitter.

Marina ganhou maior projeção ao apoiar a campanha do então candidato Lula (PT) nas eleições de 2022. Sua voz ativa em defesa da democracia e das causas sociais a tornou uma figura influente nas redes sociais e na política local.

Outros políticos também expressaram suas condolências. “Que Deus a receba em sua infinita misericórdia e conforte o coração da família”, afirmou o deputado federal André Janones (Avante-MG). Ele também ressaltou: “Sua contribuição em 2022, na batalha pela democracia, jamais será esquecida”.

Crédito da Imagem: Reprodução

Da redação do Acontece na Bahia