IML interrompe velório e retira corpo de influenciadora que foi achada sem vida em hotel: “A família colaborou”

A influenciadora Ellen Jacqueline foi encontrada sem vida num hotel de Londrina, no Paraná, aos 39 anos. A moça acumulava quase 50 mil seguidores nas redes sociais e deixou dois filhos. Até então, considerava-se que a morte teria sido causada por algum fator “natural”. A família já estava cuidando das cerimônias fúnebres quando houve uma reviravolta.

De acordo com o portal Globo, depois que chegou uma denúncia anônima afirmando que a moça não teria morrido por algum motivo “natural”, a Polícia Civil acionou a equipe do IML (Instituto Médico Legal) para buscar o corpo enquanto. Nesse momento, a família já estava velando Ellen a Capela Mortuária do Parque Jamaica. De acordo com a chefe do IML, a situação é atípica. Ela explicou:

“Nós fomos acionados para fazer a remoção de um corpo em um local diferente do habitual, que foi um velório. Era para interromper um velório e recolher o corpo.” Além disso, o delegado responsável pelo caso afirmou:

“Quando surge uma dúvida dessa natureza, os investigadores têm que apurar, motivo pelo qual foi requisitado o exame de necropsia. O corpo foi encaminhado ao IML, com todo trâmite, com todo respeito no velório, a família também colaborou.” Ainda conforme o portal, não foram encontrados sinais evidentes de violência no moça, contudo, mais detalhes e a causa da morte só será descoberta depois dos resultados dos exames e da finalização do laudo.

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Artistas, Nacional.

Comente: