Homem tira a vida dele e a do filho após perder a guarda

 

Um homem identificado como Jhoathan João Pelepenko, matou o próprio filho, o pequeno Johan Nijon Pelepenko, de 8 anos, e tirou a própria vida em seguida, após um desentendimento envolvendo a guarda da criança. Com o fim do relacionamento com a mãe do garoto, Jhoathan passou a disputar judicialmente a guarda do filho. A mãe venceu o processo e ficou com a guarda unilateral.

Sem o filho, o suspeito mudou-se para Santa Catarina. No último sábado (07), ele combinou com a ex-esposa de visitar a criança e passar o dia com ele, em São Paulo. Horas depois de buscar o filho, Jhoathan ligou ameaçando a ex-companheira, afirmando que tiraria a vida da criança caso ele não voltasse com a guarda compartilhada.

A mulher entrou em contato com a recepção do hotel em que o suspeito estava hospedado e pediu para que o recepcionista checasse o quarto em que o filho estava hospedado com o pai, mas foi ignorada. Desesperada, ela acionou a polícia. Sem conseguir contato com o quarto de hospedes, os agentes arrombaram a porta do quarto. Foi nesse momento que se depararam com dois corpos. De acordo com a PM, o homem atirou contra o próprio filho e, em seguida, contra si.

Jhoathan deixou uma carta de despedida confirmando que o motivo do crime teria sido a disputa com a ex-mulher em relação à guarda do filho.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: