Homem que matou Juíza a facadas na véspera de natal é transferido para presídio após ficar em silêncio na delegacia

Paulo José Arronenzi, de 52 anos, acusado de matar a ex-esposa, a juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi, 45, recebeu transferência da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) para o presídio José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte.

O engenheiro foi preso em flagrante na noite de ontem (24) após matar covardemente a ex-mulher na frente das filhas de 7 e 9 anos.

Ele foi detido por guardas municipais na Avenida Rachel de Queiroz, na Barra da Tijuca. O crime aconteceu na véspera de Natal.

Ao ser questionado se estava arrependido de ter cometido o crime, o homem apenas chacoalhou os ombros em forma de desdém. Além disso, ele disse que preferia morrer.

“Ele ficou o todo tempo calado, mas perguntamos se estava arrependido de algo. Ele balançou o ombro como queria dizer “tanto faz, tanto fez”, só dizendo que era  melhor morrer”, afirmou o guarda municipal Adailton Moraes, ao jornal o GLOBO.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: