Homem que agrediu fiscal da Vigilância Sanitária recebeu auxílio de R$ 600

O engenheiro civil que agrediu um fiscal da Vigilância Sanitária durante uma inspeção em um restaurante no Rio de Janeiro estaria recebendo o auxílio emergencial oferecido pelo governo federal durante o período de pandemia do novo coronavírus para trabalhadores informais. O engenheiro apareceu na reportagem exibida pelo Fantástico neste domingo (5).

Durante a operação, Flávio Graça, superintendente de Educação e Projetos da Vigilância Sanitária, repreendeu o engenheiro e sua esposa por descumprimento das normas sanitárias para conter o avanço do novo coronavírus.

Em resposta, a mulher se exaltou e ofendeu um dos fiscais que chamou o marido de “cidadão”. “A gente paga você, filho. O seu salário sai do meu bolso”, diz. “Cidadão não. Engenheiro civil, formado. Melhor do que você!”, afirma com tom de superioridade.

Após a atitude negativa, a mulher acabou sendo demitida da empresa onde trabalhava, na manhã desta segunda-feira (6). Em nota, a companhia afirma que “não compactua com qualquer comportamento que coloque em risco a saúde de outras pessoas ou com atitudes que desrespeitem o trabalho e a dignidade de profissionais que atuam na prevenção e no controle da pandemia”.

Categoria(s): Social.

Comente: