Homem passa a dormir na rua com o filho após ser demitido devido à pandemia

Alguns indivíduos tem bastante dificuldade para manter as medidas de restrições da quarentena, principalmente, quando essas não possuem nem um lugar para morar.

Daniel, morador de Buenos Aires, na Argentina, foi forçado a dormir na rua com seu filho de 10 anos e o caso foi divulgado nas redes sociais.

“Peço a todos que se lembrem do seu vizinho. Porque a vida tem muitas reviravoltas. Apesar de tudo, sou um ótimo pai, ensino meu filho dignidade e princípios”, disse o homem em entrevista a emissora local.

O homem é viúvo e perdeu o emprego durante a pandemia do novo coronavírus, Lautaro, seu filho, está vivendo na rua com seu pai em frente ao Plaza Congresso, parque público que fica próximo ao congresso da Argentina.

“Desde que a quarentena começou eu estou na rua, por 180 dias eu não poderia ser expulso do hotel, mas eles me expulsaram. A fechadura estava travada e eu perdi tudo. Estamos expostos a tudo. Nos falta tudo. Um dia, meu filho e eu fomos a um abrigo e roubaram até sua mochila com seus suprimentos. Felizmente, estávamos vestidos e ficamos apenas com essas roupas. Caso contrário, teríamos que ficar nus na rua”, diz Daniel.

Após a história ser divulgada nas redes sociais. A família recebeu ajuda com alimentos, roupas e itens de higiene pessoal, além de gestos de carinho de diversos locais do mundo.

Categoria(s): Internacional.

Comente: