Homem mata três da mesma família e fere 4 na ceia de Natal em briga por herança

Uma ceia de Natal em Maringá, no noroeste do Paraná, transformou-se em tragédia no domingo, 24, resultando em quatro vítimas fatais em um ataque a tiros. O atirador, que posteriormente cometeu suicídio, invadiu a casa onde uma família se reunia para celebrar a festa natalina. Conforme a Secretaria de Segurança, as investigações preliminares indicam que o agressor era parente das vítimas, e a motivação por trás do incidente seria uma disputa por herança.

Os eventos ocorreram em uma residência situada no conjunto habitacional Hermann Moraes Barros, no Parque Palmeiras. Oito membros da mesma família estavam presentes na ceia quando o atirador, um homem de 56 anos usando máscara e luvas, chegou armado com uma pistola. Após trancar o portão com um cadeado, ele invadiu a casa e abriu fogo contra o grupo. Três pessoas perderam a vida instantaneamente, enquanto outros membros da família tentaram fugir, resultando em dois feridos atingidos pelos disparos.

Em seguida, o agressor utilizou a arma para tirar a própria vida. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, entre os mortos estão um cunhado e dois sobrinhos do atirador. Um adolescente de 16 anos e uma mulher, embora atingidos, conseguiram escapar. Os feridos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levados a hospitais de Maringá, sem informações disponíveis sobre o estado de saúde.

A Polícia Militar isolou a área para a realização da perícia, enquanto a Polícia Civil abriu um inquérito para investigar as mortes. O incidente, que ocorreu durante a festividade natalina, chocou os vizinhos, inicialmente confundindo os tiros com fogos de artifício. A grande mobilização policial atraiu dezenas de curiosos, e parte da rua foi interditada para o socorro aos feridos e as atividades policiais.

Em comunicado, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná informou que a polícia está investigando os três homicídios. “De acordo com as informações preliminares, a motivação do crime foi uma briga em relação a um imóvel da família”, declarou a pasta.

Da Redação do Acontece na Bahia

Foto Crédito: Corpo de Bombeiros