Homem infectado por coronavírus morre após se automedicar com cloroquina

Na tentativa de curar o covid-19, novo coronavírus, um homem na faixa dos 60 anos morreu após ingerir, sem orientação médica, a substância cloroquina, no estado do Arizona, nos Estados Unidos.

Além do homem, a esposa dele também ingeriu a cloroquina e está sob cuidados médicos no Hospital Banner Health. Provável que o casal não tenha usado uma versão farmacêutica da substância, mas sim um aditivo comum usado para limpeza de aquários de peixes.

Em sua versão farmacêutica, a cloroquina é usada para tratar malária, atrite e lúpus. Tal substância ganhou os jornais por ser uma possível alternativa para ajudar pacientes do coronavírus. No entanto, ainda está sendo estudada e requer cuidados.

O Hospital informou que não se deve utilizar remédios e produtos caseiros para tratar doenças, nem se automedicar, uma vez que pode ser perigoso. “Dada a incerteza em torno da covid-19, entendemos que as pessoas estão tentando encontrar novas maneiras de prevenir ou tratar esse vírus”, disse Daniel Brooks, diretor médico do Centro Banner Poison e Drug Information.

A cloroquina passou a ser medicamento de controle especial, segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), para evitar que sua ausência prejudique pessoas que já o usam para tratar outras doenças.

Da Redação.

Categoria(s): Internacional.

Comente: