Homem é preso após jogar veneno em máscaras da ex-mulher

Na madrugada desta segunda-feira (22), um homem de 55 anos foi preso após colocar veneno de matar baratas nas máscaras de proteção facial da ex-mulher, de 44 anos, em Presidente Prudente, no interior de São Paulo.

A vítima contou a Polícia Militar que o suspeito invadiu a casa onde ela mora, que a ameaçou e agrediu. Ela tinha medida protetiva judicial contra o ex-marido por causa de agressões e ameaças anteriores.

Além disso, a mulher mostrou aos agentes uma lata de inseticida que estava próxima a duas máscaras sobre a pia e acusa o homem de ter colocado venenos nelas. Os policiais constataram a presença de produto nos protetores faciais, que foram recolhidos para a perícia.

O suspeito foi preso após ser encontrado dentro de um veículo próximo a casa da ex-mulher. Acusado de tentativa de homicídio, além do descumprimento de medida protetiva, o homem foi encaminhado à prisão e deve passar por audiência de custódia ainda nesta segunda-feira.

O inseticida utilizado pelo homem tem potencial de alta toxicidade e em contato direto com a pele pode causar irritação e queimação. Se inalado por um tempo prolongado, pode causar danos ao sistema nervoso central.

Categoria(s): Nacional.

Comente: